Palestrante

Massimo Pini

A caneta fere mais que a espada” e, mesmo que tenhamos que admitir que ultimamente os “criminosos passados à espada” diminuíram significativamente, o poder de escrever continua enorme. E eu absolutamente acredito nisso. Nasci em Chiavari (Ge) em 1971; sempre apaixonado por ler e escrever, comecei a escrever os primeiros roteiros influenciado por meu amigo Giovanni Talami; depois comecei a propor temas para alguns personagens da editora Bonelli; o encontro com Antonio Serra, e posteriormente a supervisão de Glauco Guardigli, a quem sempre vou agradecer pelo seu profissionalismo e amizade, permitiu-me escrever e entregar uma história de Nathan Never. Meu mais sincero reconhecimento a outro mentor pelo seu incrível entusiasmo e palavras tão precisas: "As histórias que estão nas gavetas, se você não as tirar ... ficam nas gavetas " Obrigado a Carlo Chendi.